FOTOGRAFIA AUTORAL

Em 2020 comecei fotografar cenas cotidianas de maneira consciente, ouvindo minha intuição e sensibilidade.

Procuro contar histórias de maneira poética captando a espontaneidade que dura apenas os segundos do click. As cores sutis, geralmente tons pasteis, se complementam com as imagens em preto e branco, onde o contraste e os negativos se apresentam com força.

 

Na minha narrativa visual os opostos se atraem. As imagens minimalistas e suaves coexistem organicamente com cenas muitas vezes poluídas, quase grotescas.

A poesia cotidiana, sempre dicotómica, está presente no meu trabalho que visa ser delicado porém potente. 

Em março de 2020 comecei registrar diariamente meu cotidiano familiar no contexto da quarentena, em Salvador de Bahia, onde moro atualmente. Comecei publicar fotografias diariamente no perfil @caalemany no Instagram. As publicações levaram a expor meu registro fotográfico no Jornal La Tercera e no projeto Cuarentena en Imágenes da Revista Paula, meios de comunicação do meu pais.  

Minhas fotografias da quarentena levaram a ser uma das artistas escolhidas no Projeto Quarentena Projetada organizado por Mídia Ninja e pelo Instituto Moreira Salles, com projeção das imagens artísticas em prédios de diversas cidades do Brasil. Em setembro, participei da amostra de artistas chamada Ocupação Ovarias, realizada no Rio de  Janeira, mas que neste ano foi desenvolvida virtualmente por conta da pandemia Covid 19. Recentemente participei da exposição coletiva virtual internacional chamada Casulo. 

Recentemente foi convidada para participar da Exposição coletiva Clarices que homageia os 100 anos da escritora Clarice Lispector, na galeria ME ateliê da Fotografia, no bairro Santo Antônio Além do Carmo. 

Para ver minhas fotografias, siga meu perfil no Instagram @caalemany

© 2020 por Camila Alemany

  • Instagram - Black Circle